REGULAMENTO GERAL DA
LIGA NACIONAL MASTERS
DE HÓQUEI SOBRE PATINS





1 - Objetivos e Missão
    1.1º - A Liga Nacional Masters de Hóquei sobre Patins tem como MISSÃO proporcionar o desenvolvimento do Hóquei sobre Patins com atividades de convívio e prática, para jogadores acima de 40 anos ou jogadores com longo tempo de inatividade.
    1.2º - A Liga é uma entidade independente e não está sujeita ao regulamento interno da CBHP.
    1.3º - A liga será administrada por um comitê gestor conforme capítulo 8.
    1.4º - A liga será disputada por equipes que participarão de vários eventos no decorrer do ano.
        1.4.1º - Cada evento será disputado de maneira autônoma.
        1.4.2º - Ao final do ano a liga premiará seu campeão, de acordo com o capítulo 9.
    1.5º - As equipes participantes poderão se candidatar a organizadores de eventos.
    1.6º - Ficam sugeridos os meses de março, maio, julho e outubro, para a organização dos eventos obrigatórios.
    1.7º - A Liga publicará um pré-calendário anual, no mês de janeiro, para antecipar possíveis conflitos de datas com outras atividades patinadas das entidades oficiais do esporte.
    1.8º - A Liga assume uma responsabilidade filantrópica e, para cada equipe participante, recolherá uma cesta básica, a ser entregue à uma entidade assistencial, definida no artigo 3.5.
    1.9º - As equipes e respectivos jogadores, ao participarem de eventos da Liga, aceitam automaticamente e sem restrições de qualquer ordem, todas os artigos do presente regulamento.



2 - Modelo do Evento
    2.1º - A equipe organizadora pode escolher um dos seguintes modelos de disputa para o evento, dependendo do número de equipes participantes:
        2.1.1º - Até 3 equipes: Sistema de todos contra todos, em dois turnos.
        2.1.2º - Até 5 equipes: Sistema de todos contra todos, em turno único.
        2.1.3º - Mais de 5 equipes:
            2.1.3.1º - Sistema de todos contra todos, em turno único.
                2.1.3.1.1º - Desde que não hajam mais de 2 jogos por dia para cada equipe.
            2.1.3.2º - As equipes serão divididas em duas chaves (A e B).
                2.1.3.2.1º - As equipes de cada chave jogarão entre si, em turno único.
                2.1.3.2.2º - As duas equipes primeiras de cada chave, estarão classificadas.
                2.1.3.2.3º - Serão disputadas duas semi-finais com cruzamento olímpico (1ºA x 2ºB e 1ºB x 2ºA).
                2.1.3.2.4º - Os perdedores das semi-finais disputarão o 3º/4º lugares.
                2.1.3.2.5º - Os vencedores das semi-finais disputarão o 1º/2º lugares.
                2.1.3.2.6º - A distribuição das equipes em cada chave seguirá os padrões da CIRH.
            2.1.3.3º - As equipes serão divididas em três ou mais chaves.
                2.1.3.3.1º - As equipes de cada chave jogarão entre si, em turno único.
                2.1.3.3.2º - A sequencia da definição do torneio se dará pelo critério mais adequado que respeite o limite de 2 jogos por dia para cada equipe.
                2.1.3.3.3º - A distribuição das equipes em cada chave seguirá os padrões da CIRH.
    2.2º - Os critérido de desempate na classificação de duas ou mais equipes é o que segue, na ordem:
        2.2.1º - Confronto direto nos jogos entre as equipes empatadas;
        2.2.2º - Saldo de gols nos jogos entre as equipes empatadas.
        2.2.3º - Gols sofridos em todos os jogos do torneio.
        2.2.4º - Equipe com maior média de idade dos jogadores inscritos no torneio;
            2.2.4.1º - Para o cálculo da média, exclui-se o jogador mais velho da equipe.
            2.2.4.2º - Para o cálculo da média, exclui-se o jogador mais jovem da equipe.
        2.2.5º - Sorteio.
    2.3º - Cada partida será disputada em 2 tempos de 15 minutos cronometrados.
        2.3.1º - O intervalo entre cada tempo será de 10 minutos.
        2.3.2º - Cada equipe poderá solicitar apenas um tempo técnico de 2 minutos por período de jogo.
    2.4º - O Sistema de Pontuação adotado para cada partida é o que segue:
        2.4.1º - Vitória (4 pontos);
        2.4.2º - Empate (2 pontos);
        2.4.3º - Derrota (1 ponto).
        2.4.4º - Não comparecimento (0 ponto).
    2.5º - A equipe organizadora pode sediar, em paralelo, outro evento de Hóquei em Patins, oficial ou não, com a intenção de promover o esporte.
    2.6º - As equipes participantes deverão se apresentar em uma abertura oficial do evento.
        2.6.1º - Será executado o Hino Nacional do Brasil, quando todas as equipes estiverem na pista de jogo.
        2.6.2º - A equipe organizadora poderá, se desejar, executar alguma outra atividade cultural de curta duração após a abertura oficial, como, por exemplo, apresentações de Patinação Artística, de modo a promover a integração do Hóquei em Patins com outras culturas artísticas ou desportivas.
    2.7º - O atleta que marcar o maior número de gols receberá o prêmio de artilheiro, conforme artigo 6.1.6.
        2.7.1º - Em caso de empate, o prêmio é concedido ao atleta mais velho.
    2.8º - A equipe que levar o menor número de gols, receberá o prêmio de goleiro menos vazado, conforme artigo 6.1.7.
        2.8.1º - Em caso de empate, o prêmio é concedido à equipe com a maior média de idade entre os goleiros.
    2.9º - Os jogos do Torneio disputam-se com as regras de jogo em vigor para as competições oficiais da FIRS.



3 - Organização do Evento
    3.1º - A equipe organizadora do evento tem autonomia para definir a tabela de jogos e horários.
        3.1.1º - Deve-se respeitar o prazo de recuperação das equipes de pelo menos um jogo, quando possível.
            3.1.1.1º - Deverá haver um intervalo mínimo de 1 hora entre dois jogos de uma mesma equipe.
        3.1.2º - O intervalo entre dois jogos deverá ser de, no mínimo, 15 minutos.
        3.1.3º - Orienta-se jogos em horários compatíveis com o deslocamento das equipes que estejam mais longe.
        3.1.4º - A equipe organizadora deve divulgar a tabela de jogos com, no mínimo, 8 dias de antecedência.
    3.2º - As equipes participantes devem divulgar a lista dos jogadores que participarão, com nome e data de nascimento, com, no mínimo, 5 dias de antecedência.
    3.3º - A equipe organizadora deverá indicar uma entidade assistencial de sua preferência, o qual será destinado a doação filantrópica de recurso recolhido na realização do evento, com, no mínimo, 5 dias de antecedência, conforme descrito no artigo 1.7.
    3.4º - A equipe organizadora é responsável pela nomeação dos árbitros e mesários que acompanharão as partidas.
        3.4.1º - Cada jogo deverá contar com, no mínimo, um árbitro oficial credenciado pelas entidades oficiais do Hóquei sobre Patins, nacionais ou regionais.
            3.4.1.1º - Caso não hajam árbitros oficiais disponíveis, o Comitê Gestor votará nomes sugeridos para conduzir os jogos, conforme capítulo 8.
        3.4.2º - Não poderão arbitrar jogos atletas que participam do evento.
        3.4.3º - A equipe organizadora pode solicitar que uma entidade oficial do Hóquei sobre Patins cuide da escala de árbitros e mesários, aumentando (ou não) o custo de organização do torneio.
        3.4.4º - A equipe organizadora só poderá escalar árbitros que conheçam as regras do Hóquei sobre Patins.
    3.5º - A equipe organizadora escolhe o local onde será realizado o evento, podendo ser nas dependências de terceiros, desde hajam condições para a prática do Hóquei sobre Patins.
    3.6º - A equipe organizadora apresentará uma planilha prévia de prestação de contas, com 5 dias de antecedência, que servirá de base para a planilha final, a ser aprovada pelo Comitê Gestor, como relatado no artigo 8.2.3.
    3.7º - É recomendado que a equipe organizadora mantenha um canal de disponibilidade rápida para equipe médica ou policial para eventuais incidentes.



4 - Atletas Participantes
    4.1º - Este é um torneio para jogadores veteranos do Hóquei sobre patins, ou jogadores que estão há um longo período de inatividade, enquadrados nas seguintes características:
        4.1.1º - Idade igual ou superior a 40 anos completados até o dia 1 de janeiro do ano corrente (não incluso).
        4.1.2º - Idade igual a 39 anos completados até o dia do início da etapa, desde que não tenha participado de jogos oficiais há 2 anos.
        4.1.3º - Idade igual a 38 anos completados até o dia do início da etapa, desde que não tenha participado de jogos oficiais há 4 anos.
        4.1.4º - Idade igual a 37 anos completados até o dia do início da etapa, desde que não tenha participado de jogos oficiais há 6 anos.
        4.1.5º - Idade igual a 36 anos completados até o dia do início da etapa, desde que não tenha participado de jogos oficiais há 8 anos.
    4.2º - A título extraordinário cada equipe poderá inscrever apenas um atleta para a posição de Goleiro.
    4.3º - Excepcionalmente, poderão participar atletas que não se enquadrem no artigo 4.1, desde que aprovados pelo Comitê Gestor, conforme definido no artigo 8.2.2.
        4.3.1º - O período de inatividade deverá ser obtido após consulta oficial junto às Federações locais e à CBHP.
        4.3.2º - Para a posição de goleiro, estão liberados atletas com idade igual a 38 anos completados até o dia 1 de janeiro do ano corrente (não incluso), independente se tenham, ou não, participado de jogos oficiais.
        4.3.3º - Para a posição de goleiro, estão liberados atletas com idade até 15 anos completados até o dia do início da etapa, independente se tenham, ou não, participado de jogos oficiais.
    4.4º - As equipes inscritas deverão apresentar-se devidamente uniformizadas.
    4.5º - Jogadores que cumprirem os requisitos do artigo 4.1 podem se inscrever indivudualmente.
        4.5.1º - Jogadores inscritos individualmente, serão distribuidos em equipes pelo Comitê Gestor (conforme artigo 8.2.8).
    4.6º - A organização reserva-se o direito de limitar o número de inscrições, de jogadores ou equipes, obedecendo o critério da ordem de chegada.
    4.7º - Independentemente do número de jogadores que uma equipe tenha inscrito, em cada jogo apenas poderão participar no máximo 10 (dez) jogadores.
    4.8º - Não poderão participar do torneio jogadores estrangeiros não residentes no Brasil, salvo se aprovados no artigo 8.2.2.
    4.9º - Equipes estrangeiras que participem dos eventos da liga, só poderão conter jogadores com idade igual ou superior a 40 anos completados até o dia do início da etapa, porque não há como a Liga verificar se o jogador tem participado de jogos oficiais.



5 - Responsabilidade Médica
    5.1º - A saúde clínica e o seguro de acidentes é responsabilidade individual de cada jogador.
    5.2º - Cada jogador declara, ao inscrever-se, que foi examinado por um médico, encontrando-se apto à participar de atividades esportivas.
    5.3º - A responsabilidade pela condição física dos jogadores é dos próprios ou de quem os inscreve, não cabendo em momento algum, qualquer responsabilidade à organização por eventuais problemas de foro médico ou acidentes desportivos.
    5.4º - Todos os jogadores intervenientes são responsáveis pelos seguros de acidentes pessoais e de responsabilidade civil, pelo que a Organização declina qualquer e total responsabilidade sobre qualquer problema relacionado.
    5.5º - Da mesma forma, não estará presente qualquer ambulância na área próxima do local do evento. Contudo em caso de acidente resultando em lesão grave de qualquer interveniente no jogo, a organização tudo fará para assegurar os primeiros socorros e de imediato chamar a respectiva ambulância, conforme orientado no artigo 3.7.



6 - Premiação
    6.1º - A equipe organizadora é responsável pela compra dos seguintes prêmios:
        6.1.1º - Um troféu para a equipe campeã do torneio.
        6.1.2º - Um troféu para a equipe vice-campeã do torneio.
        6.1.3º - 13 medalhas para a equipe campeã do torneio.
        6.1.4º - 13 medalhas para a equipe vice-campeã do torneio.
        6.1.5º - 13 medalhas para a equipe terceiro colocada do torneio.
        6.1.6º - Um troféu para o artilheiro do torneio.
        6.1.7º - Dois troféus para os goleiros menos vazados.
    6.2º - Os prêmios deverão estar identificados com a data, local, classificação e evento.



7 - Taxas
    7.1º - Haverá um custo mínimo de R$ 50,00 de inscrição por jogador.
    7.2º - O valor arrecadado com a inscrição só poderá ser usado para cobrir as despesas de organização (por exemplo: troféus, premiações, despesas com arbitragem, etc.).
    7.3º - A equipe organizadora deverá apresentar uma prestação de contas a ser aprovada pelo Comitê Gestor, como descrito no artigo 8.2.3.
    7.4º - Caso as receitas ultrapassem o valor das despesas, o excedente financeiro será definido pelo Comitê Gestor, como definido no artigo 8.2.4.
    7.5º - Por questões de organização, as equipes participantes pagarão a taxa de inscrição de R$ 250,00 (equivalente à inscrição de 5 jogadores pelo custo mínimo) em até 30 dias antes da realização do Torneio.
        7.5.1º - O pagamento das demais taxas de inscrição poderão ser realizadas até o limite de 30 minutos antes da primeira partida do evento.
        7.5.2º - No caso de desistência de uma equipe, antes de 15 dias do evento, ela será cobrada das taxas como se tivesse participado.



8 - Comitê Gestor
    8.1º - Para administrar a Liga, será formado um Comitê Gestor.
        8.1.1º - O Comitê Gestor será formado por um integrante de cada equipe participante do evento.
    8.2º - Em todo evento será realizado um Congresso Técnico pelo Comitê Gestor, com objetivo de colocar em votação os assuntos relacionados abaixo:
        8.2.1º - Alterações no regulamento geral da Liga Nacional de Masters
        8.2.2º - Liberação de jogadores que não se enquadram no artigo 4.1.
        8.2.3º - Aprovação da prestação de contas da equipe organizadora.
        8.2.4º - Destino do valor excedente da prestação de contas da equipe organizadora.
        8.2.5º - Punições disciplinares à equipes ou jogadores.
        8.2.6º - Casos omissos neste regulamento.
        8.2.7º - Participação de árbitros não ligados à entidades oficiais.
        8.2.8º - Distribuição de atletas inscritos individualmente.
        8.2.9º - Outros assuntos ligados ao Hóquei sobre Patins.



9 - Classificação anual
    9.1º - No final do ano a Liga vai ordenar todas as equipes que participaram dos eventos, através de um sistema de pontos descrito em 9.2.
    9.2º - Para a atribuição de pontos, as equipes deverão considerar o desempenho individual em cada evento.
        9.2.1º - 10 pontos para cada primeiro lugar.
        9.2.2º - 6 pontos para cada segundo lugar.
        9.2.3º - 4 pontos para cada terceiro lugar.
        9.2.4º - 2 pontos para cada participação em que esteve classificada a partir do quarto lugar.
    9.3º - Depois de distribuídos os pontos, as equipes serão classificadas, excluindo-se desta lista, equipes convidadas que não fazem parte da Liga.
    9.4º - A Liga distribuirá os seguintes prêmios junto da premiação do último evento do ano:
        9.4.1º - Um troféu de campeão de posse definitiva e 15 medalhas para a equipe classificada em primeiro lugar.
        9.4.2º - Um troféu de vice-campeão de posse definitiva e 15 medalhas para a equipe classificada em segundo lugar.
        9.4.3º - 15 medalhas para a equipe classificada em terceiro lugar.



10 - Alterações aos Regulamentos Técnicos do Hóquei em Patins
    10.1º - É permitido ao goleiro que jogue com os joelhos no chão, em contradição ao artigo 13.1.2 da regra da FIRS (ação e intervenção dos goleiros no jogo).
    10.2º - Sempre que, ao final de uma partida, seja necessário definir qual é a equipe vencedora, contrariando o artigo 5 da regra da FIRS, a decisão será feita sem prorrogação, seguindo direto para a conbrança de penalidades, seguindo o item 2 deste mesmo artigo 5 da regra da FIRS.